GINECOMASTIA

QUANDO AS MAMAS

SÃO UM PROBLEMA NO MASCULINO

A Ginecomastia é causada por um desenvolvimento excessivo da glândula mamária no homem. Consoante o grau da Ginecomastia, o tratamento cirúrgico poderá ser a Lipoaspiração, a Mastectomia subcutânea (remoção da glândula mamária) ou associação de ambas.

O diagnóstico requer a avaliação do aumento predominantemente glandular ou adiposo, a presença ou não de massas, a qualidade da pele, o grau de ptsose (mama descaída), o posicionamento, a dimensão dos mamilos e aréola
e assimetrias existentes.

A Ginecomastia consiste em realizar uma incisão pequena em forma de semicírculo na parte inferior da aréola, na transição da aréola para a pele. A cicatriz não é aparente e fica praticamente invisível com o tempo. O cirurgião retira a glândula de consistência dura e aumentada, que deverá ser examinada por um anatomopatologista. Nos casos de ginecomastia adiposa, a cirurgia pode ser feita com lipoaspiração da gordura mamária. Nesse caso, o ‘caroço’ que se apalpa é pequeno e o tratamento pode ser feito através de um pequeno orifício, praticamente imperceptível ao fim de algum tempo.

CAUSAS DA PATOLOGIA

Excesso de tecido mamário em decorrência de descontrole hormonal ou acumulação de gordura (pseudoginecomastias).

MAMILO E ARÉOLA

Raramente apresentam mudanças, embora a hipertrofia dos mamilos e alargamento das aréolas possam ocorrer.

EFEITOS PSICOLÓGICOS
Esta situação pode condicionar actividades como o ir à praia ou à piscina, pois pode revelar umas mamas de aspecto feminino.

SINTOMAS

Limitam-se à massa palpável e pouca dor à palpação, porém na maioria dos casos, a doença é assintomática. 

UNILATERAL OU BILATERAL

Pode ser unilateral, podendo desenvolver-se, após meses ou anos na outra mama ou então ser bilateral.

ANESTESIA GERAL OU LOCAL

Na Ginecomastia é geralmente efetuado o tratamento com anestesia local, com sedação e sem internamento.

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Vimeo
  • Preto Ícone YouTube

© 2021 MyClinique - Medicina Estética e Cirurgia Plástica